#5 Princípios da Liderança de Equipes

1˚ Saber comunicar

A comunicação eficaz é um princípio para reproduzir resultados em qualquer área, não importa se é dentro ou fora da empresa. Utilizar-se dela, não é apenas saber falar mas também conseguir ouvir.  Você costuma reservar algum tempo para ouvir sua equipe? Se não, dificilmente conseguirá observar falhas e obter novas ideias.  A liderança participativa precisa atores que contribuam para o crescimento do grupo.

2º Informar e potencializar a equipe

Crie e alimente um fluxo cada vez maior e mais estratégico de informações. Sua equipe precisa saber dos princípios que influenciam suas ações no dia a dia. Empresas, que tentam  restringir informações, acabam criando ambientes desconhecidos, por isso, travam o desenvolvimento da própria organização.

Voltemos um pouco em nossa história e visualizamo-nos nos tempos de escola. Em algum momento, seja ele qual for, havia uma disciplina, a qual tínhamos grandes dificuldades de aprendizagem. Você fica tenso só de pensar que não consegue gostar da bendita matéria. Você não vê outra alternativa a não ser recorrer aos antigos exercícios, lê livros e livros, até que, num determinado momento, eis que você consegue resolver o problema, passando para a próxima questão. Então, você adquire o poder de resolver as demais equações e num instante finaliza toda a lista de exercícios.

Incrível, não? Esse poder é nada mais, nada menos que informação. Você obteve nos exercícios, nos livros a informação que você precisava para o resolver. E a partir do momento em que resolvemos um problema  em nossa vida, seja ela profissional ou pessoal, passar pelas demais se tornam muito mais fácil. No fim, se resume a uma equação tão simples: problema + informação = solução.

Informe seu time sobre o que acontece nos bastidores, sobre os procedimentos que envolvem sua rede de trabalho. Quanto mais seus parceiros conhecerem sobre os procedimentos, mais poderão contribuir para alavancar os resultados do grupo.

3º O feedback

Dentre as principais características de um grande líder, saber reproduzir o feedback é uma das mais admiradas. Grande parte do processo informacional é através dos feedbacks, tanto positivo quanto negativo. Saiba gerar feedbacks positivos. Nós, seres humanos, adoramos ser elogiados, principalmente se o feedback for em conjunto. Isso faz com que o seu parceiro de trabalho se sinta útil e incentiva cada vez mais o potencial dele em suas atividades e na cooperação com o grupo.

O feedback não vive só de elogios. Saber informar os seus parceiros sobre os erros e as áreas de melhoria também é liderar o grupo. Se você não alertá-lo sobre os erros cometidos, as chances de continuar a cometê-lo serão extremamente grandes. Mas tenha prudencia. Observe o erro, conheça mais de perto quem é o seu colega de trabalho e porque está errando. Às vezes  o ambiente pode não estar contribuindo ou os recursos para executar aquela tarefa estão inadequados. O erro faz parte do processo de aprendizado, errar é humano. Estudar detalhadamente seu grupo é a melhor escolha. E lembre-se que todo erro tem o potencial de se tornar acerto, desde que utilizemos dele para desenvolver habilidades.

4º Seja um Líder com Princípios.

Ser líder requer em primeira instância trazer princípios coletivos acima de princípios individuais. Para isso, conhecer e compartilhar os valores da empresa é importantíssimo. E não adianta apresentar os princípios e esperar que os colegas de trabalho sigam. Seja o mais claro possível e explique o que cada um deles representa para a empresa. Quanto mais clara for sua comunicação, será mais eficaz e participativa a gestão. Na liderança participativa, liderar é compartilhar princípios e é através dos mesmos os resultados aparecem. Quanto mais você utilizar os princípios e se doar ao seu grupo, mas eles darão o melhor de si. Vale a pena lembrar você que: sua equipe é o reflexo do seu potencial de liderança aplicado.

5º Compartilhe a liderança
Mahatma Gandhi, Margareth Thatcher, Jack Welch, Martin Luther King Jr, nenhum deles nasceram lideres. Muito menos nós! Precisamos compreender que a liderança não é um dom, mas uma habilidade. Esses nomes que marcaram a história conseguiram se tornar grandes líderes ao longo do tempo. Compartilhar o papel de condutor, treinando e formando líderes internos ativos que contribuirão cada vez mais para a consolidação da marca que representam. Entenda liderança como um processo de negociação. Você contribui com o seu time e este, por sua vez, retribui com resultados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *